Séries de TV

Outcast-Primeira-Temporada

Outcast rapidamente tornou-se um sucesso nos quadrinhos por ser a mais recente criação de Robert Kirkman, criador do sucesso ‘The Walking Dead, nos quadrinhos e na TV. Com uma proposta ousada e simplista, Outcast foca em um mundo repleto de possessões demoníacas. Nos quadrinhos, é possível notar a tentativa de Kirkman em humanizar seus personagens, mesmo em situações quase impossíveis. Este recurso, funciona bem e demonstra como seu criador sabe imprimir sua assinatura em suas produções.

Mas neste novo universo de Kirkman, somos apresentados ao mundo assombrado em torno de Kyle Barnes. Desde sua infância pessoas próximas a ele são possuídos por uma entidade. Essa entidade sente a necessidade de estar próximo a Kyle, uma vez que ele é o Outcast, uma espécie de ‘escolhido’ e que pode fornecer energia à essas entidades. Patrick Fugit é responsável por dar vida ao personagem central de Outcast, Kyle Barnes. Retratado como problemático e deprimido, o ator tem a missão de transmitir em tela, a verdadeira essência de Kyle, já apresentado nos quadrinhos, com uma fórmula quase pronta para ser levado à TV. Essa pretensão torna o roteiro dos quadrinhos, escrito pelo próprio Kirkman, uma aproximação com a realidade imprensa na série de TV. Apesar de mídias diferentes, os quadrinhos segue um premissa de tornar-se adaptável ao projeto comandado no canal Cinemax por Robert Kirkman.

Se passando na Virginia Ocidental (EUA), temos um cenário excelente, com um clima noir presente em todos os episódios da série. A primeira temporada com dez episódios apresenta uma história concisa que prepara o telespectador para algo mais desafiador, abrindo caminho para o desenvolvimento no segundo ano. Preocupando-se em apresentar seus personagens, Outcast foge muito pouco dos quadrinhos, a série de TV é uma das adaptações mais fiéis atualmente em exibição. Jeff Vlaming, Chris Black, Robin Veith, Joy Blake, Nathaniel Halpern e Adam Targum são os roteiristas da temporada, que ainda conta com dois episódios escritos por Kirkman, que atua como produtor executivo da produção.

A série conta com personagens onde suas interações são estrategicamente criadas em torno do protagonista. Tudo em Outcast possui ligação com o protagonista, até mesmo as tramas secundárias. Entre os personagens que chamam atenção, estão: Reverendo Anderson (Philip Glenister) que se mostra interessado no passado de Kyle Barnes já que vivenciou todo o problema enfrentado por sua mãe, apresentado como um importante aliado. Megan Holter (Wrenn Schmidt) irmã adotiva de Kyle, Mark Holter (David Denman) o cunhado, Amber Barnes (Madeleine McGraw) a esposa de Kyle. O tempo em que esses personagens aparecem geralmente são para justificar alguns acontecimentos em suas vidas que estão ligados diretamente com o centro das atenções, Kyle. Sidney (Brent Spiner) o antagonista da série, é excêntrico e possui características interessantes, que tornam o vilão interessante em vários aspectos.

As cenas de possessões são bem construídas e em muitos casos chocam por sua veracidade e intensidade em que o elenco imprime em cada cena. Uma das cenas mais chocantes acontece no primeiro episódio, quando uma criança acaba sendo um dos alvos das possessões. Cenas envolvendo crianças poderiam chamar à atenção negativa para o público, mas a cena é bem conduzida pelo diretor do episódio, sendo tão chocante e fiel como nos quadrinhos. Neste contexto, os fãs de séries desta temática, não devem esperar cenas com grande complexidade, já que em todos os momentos, a série é conduzida de uma forma simplista, mas que funciona.

De modo geral, o plot central da série é desenvolvido muito bem ao longo dos dez episódios da primeira temporada. Não há enrolação em nenhum dos episódios, e um importante artifício de Kirkman, é que ele atinge o clímax do episódio muito rapidamente, fazendo com que o episódio torne-se mais interessante e dê abertura para que os personagens secundários se beneficiam deste artifício. Apesar de sermos lembrados constantemente da importância do protagonista e que a série é sobre ele, outros personagens possuem histórias interessantes e diretamente ligadas a ele.

Como uma série que centra em uma onda de possessões, Outcast tem um vasto para percorrer e contar de forma concisa o potencial de cada um de seus personagens. Sem utilizar alguns clichês do gênero, ela revela que pode tornar-se ainda melhor em seu segundo ano, aprofundando ainda mais nas consequências que todos os que vivem ao redor de Kyle Barnes deverão enfrentar. A série se destaca entre as tantas produções atualmente no ar.

Nota: ✩✩✩✩✩

Outcast - 1ª TemporadaTítulo: Outcast – 1ª Temporada
Total de Episódios: 10
Exibição: Cinemax (EUA) | FOX (Brasil)
Lançamento: 3 de junho de 2016
Elenco: Patrick Fugit, Philip Glenister, Wrenn Schmidt, David Denman, Julia Crockett, Kate Lyn Sheil, Brent Spiner e Reg E. Cathey
Direção: Adam Wingard, Howard Deutch, Julius Ramsay, Craig Zobel, Tricia Brock, Leigh Janiak, Scott Winant e Loni Peristere
Roteiro: Robert Kirkman, Jeff Vlaming, Chris Black, Robin Veith, Joy Blake, Nathaniel Halpern e Adam Targum
Produtores: Robert Kirkman, Chris Black, David Alpert, Sharon Tal Yguado, Sue Naegle e Pavlina Hatoupis
Duração: 44-55 minutos

Leia mais sobre Outcast
Leia mais sobre Séries de TV

Pinterest

Administrador e criador do Blog Combo Pop. Responsável pelas postagens. Fã de Star Wars e Star Trek, viciado em séries, animes e quadrinhos!

  • Huckleberry Hound

    Que pena que tem gente que só quer ver zumbis,espadas,tiros e explosóes por todos os lados…