Livros

Dexter-A-Mao-Esquerda-de-Deus

Lançado em 2008, Dexter – A Mão Esquerda de Deus apresenta um dos seriais killers mais queridos da ficção. Se isso é possível, não existe um melhor apresentação ao personagem criado por Jeff Lindsay, imortalizado pelo ator Michael C. Hall na série exibida pelo canal Showtime durante oito temporadas (2006-2013). Ao longo de 260 páginas, somos apresentados ao passado do personagem, bem como sua fixação que o tornam um serial killer diferente dos demais, pelo menos com modus operandi.

Dexter é um analisa forense de padrão de sangue, que trabalha no Departamento da Polícia Metropolitana de Miami. Sua grande motivação para escolha de suas vítimas é buscar por justiça a aqueles criminosos que por algum motivo foram esquecidos pela justiça. Jeff Lindsay escolhe uma origem definitivamente simples para o personagem, sem grandes nuances na história de vida de Dexter, ele é incrivelmente interessante. Dexter fica órfão aos três anos de idade, sendo adotado pelo Oficial da Polícia, Harry Morgan e sua esposa Doris. Desde pequeno, mostrava traços em sua personalidade que intrigavam seu pai adotivo, como sua fixação em matar animais de estimação dos vizinhos. Com a ajuda de Harry, ele é instruído a canalizar suas habilidades para fazer justiça para pessoas que realmente merecem. Suas vítimas deveriam ser assassinos que mataram inocentes e que poderiam continuar a fazê-lo novamente, mas nada disso poderia ser feito sem que levantasse provas contra o seu escolhido.

Com uma trama simples e construída de forma que permite ao leitor conectar-se com os personagens do livro, Jeff Lindsay consegue humanizar até mesmo um serial killer, o que não aconteceria na vida real, apenas na ficção. O livro não poupa o leitor de detalhes, cada cena é bem descrita com riqueza de detalhes. Quando Dexter escolhe suas vítimas e quando consuma seu ato de misericórdia, é como se o leitor estivesse presente no ambiente criado pelo autor. Esse artifício faz com que a leitura torne-se agradável com o desenvolvimento do plot inicial do livro.

Preocupando-se em apresentar seu protagonista, o livro não poderia de deixar de debater outros temas. Dexter – A Mão Esquerda de Deus, Dexter é confrontando diversas vezes por sua irmã adotiva, a única pessoa em que ele confia cegamente, mas que ainda não sabe do segredo do protagonista. Além de colocar seu código de conduta em prática durante boa parte do livro, Dexter preocupa-se em ajudar sua irmã, Deb, na busca de uma melhor posição no Departamento da Polícia Metropolitana de Miami. O livro apresenta mulheres em papéis e situações fortes, o que abre uma discussão sobre o posicionamento da mulher na sociedade. Essa discussão é apresentada ao longo de seu desenvolvimento, sendo conduzido de forma leve e interessante. Há ainda ameaça ao ego de Dexter, com um possível imitador em Miami de seu modus operandi. Isso intriga o personagem que busca respostas para descobrir quem de fato está cometendo crimes quase insolucionáveis e que tem levado à Polícia a dedicar um tempo extra em sua captura.

A narrativa afiada e irônica em que Dexter é conduzido no desenvolvimento do livro mostra os traços de sua personalidade. O caminho escolhido pelo autor para estruturar o personagem causa uma curiosidade para descobrir ainda mais sobre os próximos livros lançados em que o personagem protagoniza. Um dos importantes benefícios, é que a leitura do livro é rápida, graças a escrita de  Jeff Lindsay e a tradução de Beatriz Horta.

Nota: ✩✩✩✩✩

Dexter – A Mão Esquerda de DeusTítulo: Dexter – A Mão Esquerda de Deus
Editora: Planeta
Título Original: Darkly Dreaming Dexter
Autor: Jeff Lindsay
Tradução: Beatriz Horta
Ano de Publicação: 2008
Capa: Brochura
Valor: R$ 44,90
Quantidade de Páginas: 272
Sinopse: Dexter Morgan é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum que extermina apenas aqueles que merecem. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami. Em Dexter, a mão esquerda de Deus, o livro que deu origem à série de TV, o matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos.

Livro cedido para Resenha pela Editora Planeta.

Saiba onde comprar, clicando aqui!

Leia mais sobre Livros

Pinterest

Administrador e criador do Blog Combo Pop. Responsável pelas postagens. Fã de Star Wars e Star Trek, viciado em séries, animes e quadrinhos!

  • Daniela Souza

    Olá, tudo bem?

    Este é um livro que eu nunca tive vontade de ler. Tentei ver a série, mas não consegui passar da metade do primeiro episódio. Não sei, mas não consigo me interessar por esta história.

  • Estante da Kah

    Já ouvi falar muito da série, o livro em si confesso que não conhecia, rs. Me interessei!

  • Luana Alves

    Conheço a série e não sabia da existência do livro. Amo entrar na mente pouco comum e assustadora de psicopatas (só na ficção, claro).
    Se for tão bom quanto a série (e livros costumam ser melhores), já virou meu queridinho.
    Bjss

  • Palavras Imaginárias

    Ola, eu conheço a serie mas nao sabia que possuia livro! Espero que seja tao bom quanto ou ate melhor, vou comprar hoje mesmo!
    Minhas literaturas favoritas sao em tema policial, dica anotada!
    Adorei seu blog
    Bjs

  • LILIAN FARIAS

    Infelizmente, ainda não foi possível ler esse livro, mas eu o conheço e está em minha meta de leitura. Eu acho sensacional quando o autor humaniza aqueles que chamamos de monstros, sabe. É exatamente isso que me fascina nessa obra.

  • Hoje é dia de livro

    Essa é com certeza uma obra que está na minha meta de leitura, mas cadê tempo? Gostei bastante da sua resenha!

  • Patyi

    Dexter um serial killer muito famoso, mas não funcionou comigo, pelo menos não nas telinhas. E quanto ao livro, apesar das características positivas ressaltadas, não tenho interesse na leitura, a proposta não me atrai.

  • Olá!
    Eu sempre ouvi falar desse seriado mas nunca parei para ver. O tema é bem interessante e deve prender o leitor do começo ao fim. Gosto de histórias que envolvam serial killers e um suspense.
    Adorei a sua resenha e se tiver oportunidade vou ler o livro.
    Beijinhos!