Cinema

Piada-Mortal

O mais novo filme animado da DC foi lançado recentemente e adapta uma das HQs mais polêmicas da editora, A Piada Mortal de Alan Moore. Antes de falar sobre a animação, é interessante fazer um paralelo sobre o atual Universo Cinematográfico da DC. Sempre ‘vítima’ de críticas negativas, a DC nunca emplacou grandes sucessos perante o público em geral, mesmo que alguns discordem, alegando que muitas das vezes o sucesso está ligado diretamente com o quanto determinado filme pode fazer de bilheteria, as produções são alvos de ataques sem fundamentos, alegando que suas produções revelam um Universo ‘dark’ dos quadrinhos diferentemente de outras editoras que adaptam suas publicações aos cinemas.

Batman-A-Piada-Mortal

Batman: A Piada Mortal é um grande exemplo (todas as animações da DC são) do qual importante é para uma produção contar com total liberdade do estúdio para o qual ele está sendo criado. Ao ser anunciado, impossível não levantar o questionamento de como as cenas fortes da HQ poderiam ser adaptadas ao Home Vídeo, tendo em vista que seu alcance seria maior.

Adaptação é adaptação, então não se pode mais do que isso. Isso é sempre o trunfo da DC quando resolve adaptar suas publicações, seja em qualquer plataforma em que seja lançada. Esta nova animação é capaz de prender sua atenção com uma excelente história que precisava ser contada exatamente da forma que foi, já que acontecimentos que iriam definir o futuro de alguns personagens não poderiam ser minimizados.

Batgirl-A-Piada-Mortal

A animação começa com uma espécie de flashback onde a Batgirl é a responsável por situar o telespectador sobre os acontecimentos de Gotham. Isso é fundamental para apresentar ao público sobre o que está por vir e possíveis respostas aos questionamentos dos mais desavisados que não conhecem a fundo o Universo da editora nos quadrinhos. Batman: A Piada Mortal, conta com o vilão mais temido das histórias do Batman, quiçá o mais temido de toda DC Comics.

Apesar de carregar o título da animação, o Batman é um mero personagem que precisa estar situado nas histórias para lidar com o que acontecerá às pessoas próximas a ele, atuando por vezes como um coadjuvante. A animação faz questão de deixar isso claro. É notável a importância de Barbara Gordon e o Comissário Jim Gordon no desenrolar de toda a história.

Sobre a aparição do Coringa na animação, ele continua roubando a cena nas produções animadas da DC. Suas aparições são recheadas de piadas e uma incessante necessidade de explicar o porquê ele se tornou este vilão tão temido por alguns heróis.

De modo geral, Batman: A Piada Mortal, é um importante acerto da Warner Bros. Animation em 2016. O estúdio mostrou que está um passo à frente das adaptações dos quadrinhos para o Home Vídeo, uma vez que tem lançado em média três filmes animados por ano.

Nota: ✩✩✩✩

Ficha Técnica:

Batman: A Piada Mortal (Batman: The Killing Joke)
Direção: Sam Liu e Bruce Timm
Roteiro: Brian Azzarello
Duração: 76 min
EUA, 2016

Pinterest

Administrador e criador do Blog Combo Pop. Responsável pelas postagens. Fã de Star Wars e Star Trek, viciado em séries, animes e quadrinhos!